terça-feira, 31 de julho de 2012


Sem fim…

Meu tesouro,
Um carinho, um mimo,
Renego assim o destino de ficar só,
Pela mulher que amo,
Sereno desfruto enquanto por ti reclamo,
Só por ti aguardo, por ti chamo,
Uso assim o meu dom,
Tento encantar-te com as letras e o som,
Que habitam a minha mente desde que te senti realmente,
Afinal quem sente uma paixão assim,
Acredita no para todo o sempre,
Num amor diferente, sem fim,
Sinto-me de novo perdido, 
Vem, vem até mim…

LmcF

segunda-feira, 30 de julho de 2012


Bonita…

Uma melodia que ouvi,
Que me embalou,
Sonhos que já tinha em mim, despertou,
Bonita,
Palavra doce, repetida, sentida pelo meu coração,
A letra dessa canção permitiu-me dançar de novo contigo,
Numa noite calma, quente de verão,
Sozinhos, abraçados, apaixonados,
O ritmo que desfrutávamos fazia a intensidade subir,
Sabíamos que nos amávamos,
Como partir, agora que o mundo era nosso,
Quero de novo ouvir essa mágica melodia,
Só assim posso passar sem ti,
Outro dia…

LmcF

domingo, 29 de julho de 2012


Se eu pudesse…

Se eu pudesse escolher o meu dia era teu,
Estavas aqui ou eu aí,
Víamos o sol nascer e seguíamos apenas o nosso querer,
Sós podíamos esquecer todo o resto,
Em forma de protesto pela ausência imposta,
Desfrutávamos da nossa loucura,
Olhávamos um para o outro e sentíamos toda a ternura,
De quem quer mais, para quem tudo não é suficiente,
De quem totalmente se entrega, se dedica,
Se sente diferente pelo amor que sente,
Se eu pudesse escolher…

LmcF

sábado, 28 de julho de 2012


28.07

Vejo e revejo e não me canso,
Como gosto de te ver andar,
A maneira como falas, o teu olhar,
Como a mim te diriges,
A expressão que fazes quando me queres perguntar,
A doçura dos teus lábios, as tuas mãos,
Tudo isto e muito mais expresso numa foto tua,
Que vi e revi e me deu a conhecer,
Muito mais do que pensava saber sobre mim,
Olho de novo a foto e sinto, só contigo sou assim,
Beijo…

LmcF

quinta-feira, 26 de julho de 2012


Suponho que …

Até onde vai um sonho,
Suponho que talvez um pouco mais, além do acordar,
O divagar da mente,
O saborear o futuro esquecendo por momentos o presente,
Pergunta, pergunta a ti mesmo se viver não é morrer,
Ou se sabes se o morrer não é na realidade começar a viver,
Como o sonho eu suponho que é um pouco mais além,
Afinal como tu, eu vou também,
Vivo acreditando conseguir destrinçar o mal do bem,
Procurando aprender o que muitos fingem saber mas que ninguém diz,
Procuro ir um pouco mais além do que sempre fiz,
Falam, mas parece que ninguém hoje é mesmo feliz,
Insatisfeito pela teoria que contradiz a prática,
Decidiste, deu errado,
Levanta-te e procura noutro lado,
Tenta ver, procura sentir e ser,
Faz diferente,
A felicidade que por vezes se encontra um passo mais à em frente,
Repete-se assim os erros cometidos por tanta gente,
Sente,
Suponho que talvez um pouco mais além…

LmcF

terça-feira, 24 de julho de 2012


Ser dos poucos…

Todos querem, todos esperam,
Todos perseguem,
Mas apenas poucos conseguem viver de verdade esta vida,
A brincar digo que és tu a minha medida,
Será que se te pedir tu vens,
Sou malandro no que penso e atrevido no que imagino,
Mas quero-te dizer que nada disto eu domino,
Sou sim dominado neste meu viver descontrolado,
Improvisado é o meu dia,
Não sei se é justo, se mereço,
Esta pura emoção que por vezes não reconheço,
Acreditar,
Se te pedir tu vens para me mostrar,
Diz-me que sim e devolvo-te a dobrar,
Quero ser dos poucos que conseguem saborear,
O que esta vida verdadeiramente tem para nos dar…

LmcF

segunda-feira, 23 de julho de 2012


23.07

Quero ser o teu destino,
Por entre dias que passam opta pelo caminho que te traz a mim,
Diz-me que vens de manhã,
Que ficas à tarde e que a noite é nossa,
Realidade composta pela verdade do coração,
O tempo assim nos impõe o sim em vez do não…

LmcF