segunda-feira, 31 de dezembro de 2012


Do coração…

Que 2013… seja repleto de dias lindos…
Que a coragem nos acompanhe a todos,
Que o dizer não, basta,
Seja motivo de orgulho e não de medo,
De união e não de incerteza,
Que a consciência seja verdadeira,
A visão de um mundo igual,
Social,  
Seja a primeira…

LmcF

sábado, 29 de dezembro de 2012



Essência

Sei que como eu não são as palavras que queres,
Mas sim o seu significado,
O movimento,
O seu sabor desejado,
Sentimos por vezes que o mais nos parece pouco,
Nunca é suficiente,
Na nossa mente o tempo em que estamos juntos não preenche o vazio,
Não elimina a saudade,
Olhamos um para o outro e reconhecemos a verdade do nosso amor,
Só o sentimento que nos une nos dá calor,
Nos faz acreditar que vale a pena sonhar…

LmcF

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012



Oculto

Como aquela primeira simples nota que antecede uma fabulosa melodia,
Assim se inicia muitas vezes o que inconscientemente se ignora,
No presente,
A ponte para algo que está para vir,
Para acontecer,
Sem se saber, sem se conseguir prever ou mesmo sentir,
Como naquele dia em que era apenas um desconhecido,
Acedeste ao meu interesse em ser teu amigo,
O tempo foi passando,
Fui aos poucos conhecendo, descobrindo quem és,
Algo em mim foi mudando,
Modificando o meu sentir,
Fazendo com que sonhe em sobressair no teu pensamento,
Sei hoje que o maravilhoso advém também de um simples momento,
Como aquele…

LmcF

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012



Impraticável…

Quando te digo,
Respondes-me que sou exagerado,
Na verdade apenas me sinto contagiado pelo que és,
Pelo que para mim representas,
A tortura da ausência,
O vazio,
Toda a essência deste sentir,
Desconheço como aprender o que parece ninguém saber,
O que se diz contraria o que fiz e o que faço,
Palavras que na prática me fazem fracassar,
Não sei esperar,
Debato-me para serenamente conseguir aguardar pelo que pode ser breve,
Mas que pode ainda demorar…

LmcF

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012



De novo…

Hoje acordei de novo com uma vontade louca de te ver,
Não sei mais o que fazer a este pensamento,
Que não me deixa por um só momento,
Quase não consigo respirar,
Sei que de longe me sentes,
Quero mesmo acreditar,
Olho-me e vejo apenas um homem,
Desejoso de te amar…

LmcF

terça-feira, 25 de dezembro de 2012



Atalho…

Procuro encontrar o momento certo para te perguntar,
Algo só meu,
Secreto,
Sinto-me ansioso por olhar para a porta que nos separa e ver-te entrar,
De concreto só mesmo este meu gostar,
Esta minha paixão,
Quero a tua ajuda para superar o medo que desde cedo senti,
Daí procurar quem és, quem na verdade conheci,
Meu este sentimento que urge em me questionar o porque não,
Qual a razão de toda esta demora,
Se o que sinto me pressiona a toda a hora para te dizer,
Sim, para te dizer agora para que possas saber,
Como ter a certeza de que te foste embora mas que vais voltar,
Tenho mesmo que te perguntar para tolerar esta realidade vazia,
Encaro um sonho como verdadeiro,
Talvez assim um dia me digas tu primeiro,
Antes de eu encontrar o momento certo para te perguntar…

LmcF